Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2014

BRASIL | COPA A bola é fogo... (19) massacre de Haximu

Imagem
BRASIL | COPA  massacre de Haximu… (19) indígenas
Davi Kopenawa, um porta-voz Yanomami, disse à Survival: ‘Eu nunca me esqueci de Haximu. Os garimpeiros mataram dezasseis Yanomami e os mesmos garimpeiros voltaram para lá. Nós estamos revoltados porque os garimpeiros não foram punidos e não sofreram como nós sofremos.’ Na esteira do massacre várias comissões binacionais (do Brasil e Venezuela) foram criadas, incluindo uma para monitorar e combater o garimpo ilegal. No entanto, parece ter estado inactiva durante muitos anos. Survival escreveu para os dois governos instando-os a manter seus acordos para controlar o garimpo ilegal e proteger a terra Yanomami. Os Yanomami passam de 30.000 e são a maior tribo relativamente isolada na América do Sul, abrangendo a fronteira entre Venezuela e Brasil. Uma onda de garimpeiros ilegais dizimou a tribo na década de 1980, quando um em cada cinco Yanomami no Brasil morreu em violentos ataques ou por doenças trazidas pelos invasores. Stephen Corry, directo…

BRASIL | COPA A bola é fogo…. (18) indígenas yanomani

Imagem
BRASIL | COPA A bola é fogo…. (18) indígenas yanomani
Massacre de Haximu. O massacre da comunidade Haximu na Amazónia venezuelana foi realizado por 22 garimpeiros brasileiros em 1993. No violento ataque, os garimpeiros atiraram em mulheres, crianças e anciãos, e mataram um bebé com um facão. Sobreviventes do massacre, Marisa e Leida Yanomami, disseram numa rara entrevista: ‘Os garimpeiros mataram meus irmãos, irmãs e meu pai com terçados; alguns morreram com armas de fogo.… Nós não podemos falar muito porque é uma tristeza. Quando nós falamos sobre o massacre nós lembramos do nosso pai’. Vinte anos depois, os territórios Yanomami no Brasil e na Venezuela continuam sendo invadidos por garimpeiros ilegais que poluem os rios com mercúrio, destroem a floresta e continuam a atacar os Yanomami apesar de uma operação das autoridades brasileiras para retirar os garimpeiros da terra Yanomami. Milhares de garimpeiros ilegais continuam trabalhando na terra Yanomami, poluindo seus rios e destruindo a …

BRASIL | COPA A bola é fogo… (17) Mutinacionais e indígenas

Imagem
BRASIL | COPA A bola é fogo… (17) Mutinacionais e indígenas)
17.  Multinacionais  e indígenas Favorecidas pela invisibilidade as grandes empresas multinacionais e multilatinas, como a Vale, prosseguem exportando montanhas de minérios, em especial para a China, e afectando a vida das comunidades. Para facilitar esse saque legalizado a Advocacia Geral da União (AGU) publica uma portaria (303), que retira os direitos dos povos indígenas em dispor livremente do uso e dos benefícios de suas terras e o Congresso Nacional aprova um Código Florestal que estimula o desmatamento. Essas medidas são uma série de procedimentos jurídicos e legislativos que compõem um mosaico de leis que flexibilizam a exploração predatória do solo e do subsolo nacional. Não importa que no inciso XI, do art. 20, da Constituição Federal, esteja escrito que nas terras ocupadas pelos índios são asseguradas a “participação no resultado da exploração de petróleo ou gás natural, de recursos hídricos para fins de geração de …

IRAQUE Pelo menos 30 milicianos xiitas mortos em combate a norte de Bagdad

Imagem
IRAQUE Pelo menos 30 milicianos xiitas mortos em combate a norte de Bagdad

Pelo menos 30 milicianos xiitas foram hoje mortos em confrontos com rebeldes sunitas que atacaram a cidade de Muqdadiyah, 90 quilómetros a norte de Bagdad, referiram um coronel da polícia e um médico citados pela AFP. Segundo as mesmas fontes, e no rescaldo dos combates que eclodiram pela manhã, as forças de segurança iraquianas ainda controlam a cidade, enquanto os insurgentes se posicionaram nos arredores. Voluntários xiitas têm-se juntado às forças de segurança iraquianas após a ofensiva desencadeada em 9 de junho pelos rebeldes radicais sunitas, que agora controlam largas faixas de território em quatro províncias do norte e do leste do país. Após a debandada dos primeiros dias, as forças armadas fiéis a Bagdad tentam impedir o avanço dos insurrectos, em particular o bem organizado Estado Islâmico no Iraque e Levante (ISIS), que no entanto continuam a progredir. De acordo com a página digital do Deutsche…

FAMÍLIA Famílias fortes na fé e no amor

Imagem
FAMÍLIA Famílias fortes na fé e no amor   Bispos da Indonésia, Laos, Camboja, Tailândia, Nepal, Paquistão, Bangladesh e Taiwan participaram numa semana de conferência s para discutir a "Carta dos Direitos da Família" e seu impacto na Ásia 30 anos após a sua promulgação em 1984. O Bispo Jean Laffitte, secretário do Conselho Pontifício para a Família esteve presente e disse que estava "satisfeito": o encontro pôs em  foco a família como "célula fundamental da sociedade". O Arcebispo Sócrates Villegas de Lingayen-Dagupan, presidente da Conferência Episcopal das Filipinas, disse que a escolha das Filipinas como local para o encontro "foi um reconhecimento pela Santa Sé de que a família filipina é um exemplo para as famílias em todo o mundo". Filipinos e famílias asiáticas "estão prosperando, estão florescentes e são um exemplo para outras famílias ao redor do mundo", disse o prelado. E acrescentou ainda: «queremos dizer ao resto do mundo que as f…

TIMOR LESTE Cimeira de CPLP em Díli

Imagem
TIMOR LESTE

Cimeira de CPLP em Díli

A Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) está marcada para 23 de Julho, em Díli, Timor. O encontro, que poderá ficar marcado pela adesão da Guiné Equatorial, assinala também a estreia de Timor-Leste na presidência da organização, tendo, para isso, criado uma comissão, chefiada pelo antigo presidente do Parlamento Francisco Guterres Lu Olo e convidado os estados-membros da comunidade a enviarem diplomatas para fazerem parte daquela missão. A Indonésia será convidada como “observador”, dadas as boas relações actuais com Portugal e com Timor Leste.
Guterres afirmou que pretende “que o maior número possível” possa comparecer. O primeiro-ministro Xanana de Gusmão começou, em Junho, a visitar vários países da CPLP, designadamente a Guiné-Bissau -com um “dossiê preocupante” para a organização, São Tomé e Príncipe e Cabo Verde. JN/26.05.2014. VM Julho

NIGÉRIA 21 mortos na capital Abuja

Imagem
NIGÉRIA 21 mortos na capital Abuja
As autoridades nigerianas confirmaram esta manhã que o balanço do ataque ontem no shopping na capital Abuja, foi de 21 mortos e 57 feridos. A explosão ocorreu por volta das quatro horas da tarde, na entrada do 'EMAB Plaza’, um dos centros comerciais mais importantes e mais movimentados da capital.A polícia prendeu um suspeito e matou outro quando tentava fugir numa motocicleta.
O ataque ainda não foi reivindicado, mas suspeita-se recair sobre o grupo islâmico Boko Haram.Ao longo dos últimos dois meses Abuja já foi atingida por dois ataques.Em 1 de Maio, que custou a vida de 19 pessoas e a 14 abril um carro deflagrava bomba na estação de ónibus de Nyanya, matando 75 pessoas.

BRASIL | COPA A bola é fogo… (16) Riquezas naturais

Imagem
BRASIL | COPA A bola é fogo… (16) 16.  Riquezas naturais Maior exportador de riquezas naturais A maioria da população brasileira não tem a menor noção da quantidade de minérios ou de grãos que são exportados a preços irrisórios. Não estamos exportando apenas produtos, mas recursos naturais e, principalmente, água. Ao associar a República da Banana com a República do Minério o Brasil aprofunda a “vocação” como o maior país exportador de produtos primários. Melhor, como o país mais explorado em suas e riquezas naturais. O Brasil não se reconhece como um país minerador, apesar de exportar um volume de minérios maior que a Bolívia e o Peru. O Plano Nacional de Mineração identifica que o “segmento da mineração é o mais dinâmico nessa nova etapa, com crescimento médio anual de 10%, devido à intensidade das exportações”. A sociedade só reserva da mineração uma lembrança histórica dos séculos XVII e XVIII. O senso comum comprou a ideia que o Brasil é o “celeiro do mundo”. Que a vocação nacional…

JAPÃO Católicos japoneses e o controle da natalidade

Imagem
JAPÃO Católicos do Japão e o controle da natalidade
Os resultados da pesquisa mostram a ignorância e a indiferença para com o ensinamento da Igreja


Os bispos católicos do Japão reconheceram que os fiéis são em grande parte ignorantes do ensinamento da Igreja sobre o casamento, e indiferentes às arquibancadas católicas. Em resposta ao questionário enviado pelo Vaticano, em preparação para o Sínodo dos Bispos, os bispos japoneses relataram que os católicos em seu país "são mais influenciados por normas sociais" do que pelos ensinamentos da Igreja, "especialmente quando o controle da natalidade está em causa." A concepção cristã do casamento baseado na lei natural "não é geralmente entendido nem é aceite". Além dessas falhas para promover a doutrina católica, os bispos japoneses 'disseram no relatório que a preparação para o casamento é "geralmente casual." O relatório foi assinado pelo arcebispo Peter Takeo Okada de Tóquio, presidente da Conferên…

BRASIL | COPA A bola é fogo… (15) Saúde V (SUS)

Imagem
BRASIL | COPA A bola é fogo… (15) Saúde V (SUS)
15. Sistema Único de Saúde O padrão do perfil epidemiológico do País também mudou ao longo do período 1970-2010. Se antes era caracterizado por doenças e óbitos por causas infecciosas e transmissíveis, passou a ser progressivamente substituído pelo de doenças crônicas, degenerativas e causas externas ligadas a acidentes e violência. A redução da desnutrição em crianças e adultos e o aumento da prevalência de excesso de peso e obesidade na população em geral são também resultados dos processos em curso. A nível regional, as disparidades ficam evidentes. (Dados de 2011): Brasil: um médico por 510 habitantes; Região Sudeste: um médico por 380 habitantes.; Região Sul: um médico por 490 habitantes; Região Centro-Oeste: um médico por 500 habitantes; Região Nordeste: médico por 840 habitantes; Região Norte: um médico por 1,02 mil habitantes. A conclusão é que, como já descrito anteriormente, existe uma má distribuição por conta tanto do mercado …

TAILÂNDIA Intervenção militar para a paz

Imagem
TAILÂNDIA Intervenção militar  para a paz
"Eu prefiro não usar o termo golpe, porque eu acho que o que estamos fazendo agora é muito diferente, completamente diferente do que aconteceu no passado", disse o coronel Werachon Sukondhapatipak, ressaltando que é preferível o termo "intervenção militar".A comunicação durante a conferência de imprensa ontem à noite o porta-voz da junta militar que governa o país para jornalistas estrangeiros era clara.O Conselho Nacional para a paz e a ordem, o nome que você deu ao grupo militar que lidera o país das garras do poder 22 de maio, tem como objectivo a reconciliação, um novo caminho democrático num futuro desconhecido, mas especialmente - e mesmo antes de as reacções estrangeiras - se preocupa com a harmonia nacional. Negou que a detenção e prisão por até uma semana de mais de 300 adversários ou críticos potenciais podem definisti "prisões", porque todos foram bem tratados, privado da liberdade de circulação em locais …

BRASIL | COPA A bola é fogo… (14) Saúde IV (SUS)

Imagem
BRASIL | COPA A bola é fogo… (14) Saúde IV  (SUS)
Sistema Único de Saúde: 14.  …O sistema de saúde brasileiro é composto por um grande sistema público, gerido pelo governo, chamado S.U.S. (Sistema Único de Saúde), que serve a maioria da população, e pelo sector privado, gerido por fundos de seguros de saúde privados e empresários. O sistema público de saúde, SUS, foi criado em 1988 pela Constituição brasileira, e tem como 3 princípios básicos a universalidade, integralidade e eqüidade. Universalidade afirma que todos os cidadãos devem ter acesso aos serviços de cuidados de saúde, sem qualquer forma de discriminação, com relação à cor da pele, renda, classe social, sexo ou qualquer outra variável. Abrangência (integralidade) afirma que a saúde do cidadão é o resultado de múltiplas variáveis, incluindo o emprego, renda, acesso à terra, serviços de saneamento básico, acesso e qualidade dos serviços de saúde, educação, boas condições psíquicas, familiares e sociais, e têm direito ao pleno …

BRASIL | COPA A bola é fogo… (13) Hospitais

Imagem
BRASIL | COPA A bola é fogo… (13)
Hospitais 13. …  O maior hospital universitário do país é o Hospital das Clínicas da FMUSP com 1 326 camas, sendo 1 279 do SUS. O menor é o Hospital Universitário Ana Bezerra, da UFRN, com 37 camas (todos do SUS). A Universidade Federal de Minas Gerais é a que forma mais médicos, com 320 vagas anuais. A faculdade com o menor número de vagas é a Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de Montes Claros em Minas Gerais, com 28 vagas/ano. Segundo dados de maio de 2014, a mensalidade mais cara é da Faculdade de Medicina de Marília, estado de São Paulo: R$ 8 886,82. A mais barata é da Faculdade UnirG, em Gurupi, estado do Tocantins: R$ 2 841,72 No Brasil existem 202 faculdades de medicina (entre particulares e públicas) que oferecem anualmente 18.075 vagas (dados de agosto de 2013). Destas 202 faculdades, 37 estão em São Paulo, 29 em Minas Gerais e 18 no Rio de Janeiro (os três estados que tem mais faculdades - 84 ao todo), que oferecem anualmente 8.162 va…

BRASIL| COPA A bola é fogo…(12) Saúde III Faculdades de medicina

Imagem
BRASIL| COPA A bola é fogo…(12) Faculdades de medicina 12… Saúde no Brasil Faculdades de Medicina do Brasil
Após abrir os portos do Brasil às nações amigas de Portugal , o príncipe regente D. João VI assinou, em 18 de fevereiro de 1808, o documento que deu início ao ensino da medicina ao criar a primeira das faculdades de medicina do Brasil, a Escola de Cirurgia da Bahia (actualmente, a FAMEB da UFBA ).Em 5 de novembro do mesmo ano foi criada por D. João, por Carta Régia a Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro da UFRJ , com o nome de Escola de Anatomia, Medicina e Cirurgia e instalada no Hospital Militar do Morro do Castelo.A interiorização do ensino da medicina começou somente em 1950 quando foi fundada a primeira faculdade de medicina do interior do Brasil, a Faculdade de Medicina de Sorocaba da PUC-SP No Brasil, até maio de 2014, havia 229 escolas médicas em actividade, mais uma federal em implantação no Rio Grande do Norte, com previsão para início do curso em 2014. São 123 particul…

BRASIL | COPA A bola é fogo…(11) Saúde II Médicos

Imagem
BRASIL | COPA
A bola é fogo…(11)
11... Médicos Médicos por habitante: Em 2010, eram cerca de 365 mil médicos para uma população de 190,8 milhões de habitantes (um médico por cerca de 540 habitantes). Em 2012, esta relação estava próxima de 2 médicos por mil habitantes (ou um médico por 500 habitantes). A nível regional, as disparidades ficam evidentes. (Dados de 2011): Brasil: um médico por 510 habitantes. Região Sudeste: um médico por 380 habitantes. Região Sul: um médico por 490 habitantes. Região Centro-Oeste: um médico por 500 habitantes. Região Nordeste: um médico por 840 habitantes.  Região Norte: um médico por 1,02 mil habitantes. A conclusão é que, como já descrito anteriormente, existe uma má distribuição por conta tanto do mercado de trabalho e concentração de renda, como pela "negligência do governo federal em implantar planos de carreira e melhorar as condições de trabalho, que poderiam atrair e fixar médicos no SUS".
COPA: Saúde Os problemas mais graves: De acordo …