DA MISSÃO Carta de Teófilo Minga


DA MISSÃO
Carta de Teófilo Minga (de Lima - Peru)
São Paulo

Meus amigos:

Hoje é um dia de festa. Recordo-me os 10 anos que estive em Nairobi, como terminavamos este dia com uma celebração depois de toda uma semana de estudos em questões ecuméimcas. Belos tempo!. E São Paulo inspirou-me sempre nessas atividades. Hoje, já sem seminários sobre o Ecumenismo, peço-lhe que ele continue a inspirar-me.

Não estava nos meus planos falar de Paulo aqui em Lima aos nossos professores, alunos e comunidades laicais. O dia de hoje inspirou-me a dizer algumas palavras sobre ele. Bento XVI, o Papa teólogo, "com memória de elefante" (no dizer do papa Fancisco entrevistado há dias, pelo Jornal espanhol EL PAIS) fala de Paulo como o apóstolo que vai além do círculo dos 12 e universaliza a missão de Cristo e da Igreja, apresentando os três momentos que fizeram de Paulo (e fazem de nós, os apóstolos de hoje) um apóstolo por excelência: 1) ter visto o Senhor; em termos gerais ter encontrado o Senhor e todos nós podemos encontrar o Senhor); 2) ter sido enviado (o significado de apostolos, em grego, é esse de ser enviado); 3) o anúncio do Evangelho (não se trata pois de um título honorifico, mas de um título que empenha a vida inteira; Bento XVI fala mesmo de "empenhar dramáticamente" a sua vida em favor do Evangelho.

Boa leitura, meus queridos amigos Paulos e Paulas (e até outros) que gostarão de ler este poema, fruto da minha meditação, hoje, neste calor insuportável de Lima (estamos a mais de30ºC). Na Europa, onde tenho vários amigos "Paulos e Paulas" provavelmente está uma temperatura menor.

Abraço para todos e como São Paulo, permitamos ao Senhor intervir significativamente nas nossas vidas, fazendo "um giro grande" se for necessário.

Mensagens populares deste blogue

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos