SMBN Francisco Xavier, Padroeiro da SMBN por P. ANTÓNIO KUSSETA

SMBN
                 Padroeiro
                 Francisco Xavier, Padroeiro da SMBN por P. ANTÓNIO KUSSETA

 Francisco Xavier nasceu a 7 de Abril de 1506, numa terra chamada Xavier, na actual Espanha. Houve muita guerra nesta altura. O pai de Francisco morreu quando ele tinha apenas nove anos de idade. Sua mãe enviou-o a estudar no Colégio de Santa Bárbara, em Paris. E neste, Francisco foi preparado para prestar provas de admissão à universidade, completando estudos em Filosofia, Literatura e Humanidades. Terá feito grande sucesso entre os colegas por ser um rapaz muito inteligente, de espírito vivo e conversa fácil, bem constituído e bonito. É co fundador com Inácio  de Loy ola da companhia de apóstolos para a defesa e propagação do cristianismo no mundo. No início, a relação entre Inácio
                 e Francisco não foi nada fácil, pois os dois tinham objectivos antagónicos mas Inácio convenceu Francisco com a seguinte frase: “De que vale a um homem ganhar o mundo inteiro se perder sua alma?” (Mc 8, 36), que depois Francisco adoptou como lema. Francisco Xavier aceita participar nos exercícios espirituais orientados por Inácio e depois torna-se um dos cofundadores da Companhia de Jesus.
                 No dia 15 de agosto de 1534, Inácio de Loyola, com Francisco Xavier, e mais outros cinco membros, fizeram votos de castidade e pobreza na Capela de Saint-Denis, em Montmartre, Paris, colocando-se à disposição do Papa, para serem enviados
                 aonde houvesse maior necessidade, e desse modo estava fundada a Companhia de Jesus, Ordem religiosa destinada ao ensino, à conversão e à caridade. O Papa reconhece-a em 1541. Para a missão na Índia, Inácio de Loyola escolhe Simão Rodrigues e Nicolau Bobadilla, mas Bobadilla fica doente e Francisco é nomeado seu substituto. A viagem durou cerca de dois anos e só em 1542 chegaram a Goa. Estrategicamente, decidiu  dedicar-se numa primeira fase a reencaminhar os portugueses para a verdadeira fé, tendo só posteriormente iniciado o seu trabalho de conversão. Quando iniciou as conversões, dedicou-se primeiramente às crianças e só depois aos adultos.
                 Tornou-se conhecido como o “Apóstolo das Índias” quando, entre 1546 e 1547, trabalhou nas ilhas Molucas, lançando os alicerces para uma missão permanente. Baptizou milhares de pessoas. E já na década de 1590 havia entre 50.000 e 60.000 católicos na região.
                 Missão de Francisco no Japão – Francisco Xavier antes de ir ao Japão manteve um encontro com Angiró sobre os Japoneses: «Perguntei a Angiró se os japoneses se tornariam cristãos se eu fosse com ele ao seu país e ele respondeu-me que eles não o fariam imediatamente, mas que primeiro me fariam muitas perguntas para saberem o que eu sabia. Acima de tudo,que eles quereriam saber se a minha  

                 correspondia ao meu ensinamento». São Francisco Xavier morre a 3 de Dezembro de 1552, numa humilde esteira de vimes, abraçado ao crucifixo que o velho amigo Inácio de Loyola, um dia, lhe tinha oferecido. (in O Amboim out-dez 2016)

Mensagens populares deste blogue

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto