CHADE Alerta humanitário na região do Lago Chade

CHADE
Alerta humanitário na região do Lago Chade
Texto F.P. | Foto Lusa | 25/01/2017 | 07:02
Coordenador humanitário das Nações Unidas estima que 11 
milhões de pessoas estão a passar por grandes dificuldades
alimentares. A maioria tenta sobreviver com uma refeição por dia.
«Gostaria de ter boas notícias, mas não as tenho», afirmou esta semana o
coordenador humanitário das Nações Unidas para o Sahel, Toby Lanzer, referindo-se
aos 11 milhões de pessoas que estão a necessitar de ajuda urgente na região do Lago
Chade, em África. Deste total, cerca de 7,1 milhões enfrentam uma situação de grave
insegurança alimentar. 
«Vivem no limite. Se conseguem, sobrevivem com uma refeição por dia», alertou o
responsável, manifestando particular preocupação com as mais de 500 mil crianças desnutridas e que correm perigo de vida, caso não chegue assistência humanitária urgente. 

Para Lanzer, «nenhum governo à face da terra pode fazer o necessário para inverter esta situação de insegurança alimentar», pelo que se torna claro que é preciso haver um programa de «solidariedade internacional entre governos da região» paraenfrentar o problema. Em fevereiro, está prevista uma conferência em Oslo, naNoruega, para apelar fundos que financiem as equipas humanitárias na região
afectada. FÁTIMA MISSIONÁRIA

Mensagens populares deste blogue

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos