EUROPA Onda de frio deixa mortos na Europa

EUROPA
             Onda de frio deixa mortos na Europa
                         Temperaturas de até -30º C fizeram vítimas na Polônia, Itália, Rússia e outros países. Em Istambul, tempestade de neve anulou voos e paralisou tráfego.
Vaga de frio na Europa faz mais de 60 mortos
Por France Presse
                 07/01/2017 13h14  Atualizado 07

 A Europa está sofrendo com uma onda de frio, com temperaturas glaciais que causaram a morte de dez pessoas na Polônia, sete na Itália e deixaram Istambul paralisada pela neve. Moscou, por sua vez, tem o Natal ortodoxo mais frio em 120 anos.

 
                         Na Polônia, as temperaturas caíram abaixo dos -20º Celsius em algumas regiões, anunciou o Centro Governamental de Segurança Nacional (RCB). O balanço de vítimas pode se agravar neste fim de semana, já que a temperatura permanecerá abaixo dos -20º C.
                         A polícia pediu à população que permaneça alerta em caso de sinais de hipotermia, em particular quanto aos moradores de rua.

                         Em Moscou, as temperaturas caíram a -30º C durante a noite. Em São Petersburgo, no noroeste da Rússia, onde a temperatura caiu a -24º C, a polícia achou o corpo de um homem morto por hipotermia na noite desta sexta (6).

                         Istambul paralisada
                         Uma tempestade de neve atingiu neste sábado (7) a megalópole turca de Istambul, paralisando a cidade, provocando a anulação de centenas de voos e a interrupção do tráfego no Estreito de Bósforo.
                         As previsões meteorológicas anunciam neve para todo o dia e as temperaturas permanecerão abaixo de zero nos próximos dias. Em 24 horas, 40 centímetros de neve cobriram Istambul, perturbando o tráfego rodoviário e aéreo.

                         Na vizinha Bulgária, os corpos de dois imigrantes foram achados congelados em uma floresta do monte de Strandja, no sudeste do país, perto da fronteira com a Turquia.

                         Um migrante afegão de 20 anos também foi achado morto pelo frio durante a semana no norte da Grécia, onde as autoridades anunciaram ter realojado os refugiados em barracas de campanha com calefação. Atenas registrou zero grau neste sábado e o norte do país -15º C.

                         As temperaturas mais frias desse inverno na Suíça foram medidas na manhã de sexta, em La Brévine (-29,9 graus a 1.000 metros de altura). Essa localidade detém o recorde absoluto de frio na Suíça: -41,8º C em 12 de janeiro de 1987.

                         Os países balcânicos padecem com a onda de frio com temperaturas até -27º C em regiões montanhosas da Bósnia, e sul e sudeste da Sérvia. Mas o clima não impediu os fiéis ortodoxos de participar nesta sexta, no porto albanês de Durres, dos tradicionais banhos gelados por ocasião da Epifania.
                 Alunos cantam durante as celebrações da Epifania em dia com temperatura de -12ºC, em Varsóvia, na Polônia (Foto: AP Photo/Alik Keplicz)

                         Frio na Alemanha e Itália
                         As temperaturas glaciais na Europa - que durarão até domingo (8) - são causadas por massas de ar polar que baixam da Escandinávia até o centro do continente.
                         A Alemanha também viveu sua noite mais fria, com -26° C registrados em duas cidades bávaras, no sul do país, e -25° C em Oberstdorf, no sudeste, enquanto que os termômetros caíram a -15°C em Berlim.


                         Ao menos 7 pessoas morreram nas últimas 48 horas na Itália devido à onda de frio. Foram cinco sem-teto, entre eles dois poloneses. A Itália também registrou nevascas, principalmente no centro. Nevou ainda na Sicília, sul do país. A neve perturbou o tráfego ferroviário e obrigou o fechamento dos aeroportos de Brindisi e Bari, no sul.

Mensagens populares deste blogue

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto