VATICANO Papa reagiu a críticas de cardeais e rejeitou «legalismo» na Igreja Católica

VATICANO
Papa reagiu a críticas de cardeais e rejeitou «legalismo» na Igreja Católica

O Papa reagiu em entrevista às críticas de quatro cardeais ao seu pontificado, considerando que a Igreja Católica deve rejeitar o “legalismo”. “A Igreja é o Evangelho, não um caminho de ideias, um instrumento para as afirmar”, referiu Francisco ao ‘Avvenire’.
Os cardeais Walter Brandmüller, Joachim Meisner, Carlo Caffarra e Raymond Leo Burkedirigiram cinco ‘dubia’ (dúvidas), perguntas formais que procuram determinar se pontos da exortação apostólica "Amoris laetitia" ("A alegria do amor"), vão contra ensinamentos da Bíblia e do magistério dos anteriores Papas no que diz respeito, por exemplo, ao acesso dos católicos divorciados que se voltaram a casar civilmente aos Sacramentos.
Francisco sustenta que é necessário “distinguir o espírito com que se manifestam as opiniões”, porque algumas críticas ajudam a avançar, mas noutras há sinais de “rigorismos que escondem uma falha, o querer esconder dentro de uma armadura a própria insatisfação triste”.
A entrevista analisa as reações à ‘Amoris laetitia’, sublinhando que algumas nascem "de um certo legalismo que pode ser ideológico".

Segundo o Papa, há quem não compreenda que “no fluxo da vida é preciso discernir”, querendo ver tudo como “branco ou preto”.

Mensagens populares deste blogue

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto