EUROPA Europa financia ensino a menores em risco

EUROPA
Europa financia ensino a menores em risco
Texto Francisco Pedro | Foto Lusa | 06/04/2016 | 07:03
O financiamento servirá para apoiar o acesso à educação em situações de emergência
Comissão Europeia vai disponibilizar 52 milhões de euros para projetos de ensino a menores em situações de emergência. O programa deverá beneficiar 2,3 milhões de crianças, em 42 países

Ao abrigo do compromisso assumido em dedicar quatro por cento do seu orçamento de ajuda humanitária à educação, a Comissão Europeia vai libertar este ano 52 milhões de euros para atividades de ensino a menores em situação de emergência. O executivo comunitário estima que os fundos cheguem a 2,3 milhões de crianças, em 42 países.

Com esta dotação, será quadruplicada a ajuda à educação em situações de emergência, que o ano passado se ficou pelos 11 milhões de euros, segundo o comissário de Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, Christos Stylianides. «Investir na educação das crianças em zonas de conflito ou em situação de emergência é investir contra o risco de uma geração perdida», disse o responsável.

O financiamento servirá para apoiar o acesso à educação em situações de emergência, o que inclui lições sobre o risco que representam as minas, de aptidões para a vida quotidiana, formação profissional, atividades recreativas e apoio psicosocial. Ao mesmo tempo, assegurará aos menores o fornecimento de material escolar e a criação de novos centros de ensino.

A ajuda será canalizada através de organizações não governamentais, agências das Nações Unidas e organizações internacionais. Neste contexto, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, por exemplo, tratará de melhorar a qualidade de aprendizagem na cidade síria de Aleppo, enquanto a Save the Children ficará responsável pelo acesso ao ensino dos menores instalados nos campos de refugiados da Etiópia. FÁTIMA MISSIONÁRIA

Mensagens populares