MEDITERRÂNEO (Refugiados) OIM: número de mortos no Mediterrâneo subiu para 3.771 em 2015

MEDITERRÂNEO (Refugiados)

OIM: número de mortos no Mediterrâneo subiu para 3.771 em 201

Organização Internacional para Migrações, parceira da ONU, afirmou que resultado é 12% maior do que o registrado no ano anterior; balanço final da agência mostra que mais de 5,3 mil migrantes morreram no mundo inteiro.


A Organização Internacional para Migrações afirmou que o número de migrantes e refugiados mortos durante a travessia do Mar Mediterrâneo subiu para 3.771 em 2015.
O resultado consta do balanço final divulgado nesta terça-feira pela agência que é parceira da ONU.
Segundo a OIM, houve um aumento de 12% em relação ao ano anterior quando foram registradas 3.279 mortes na região.
O relatório diz ainda que no mundo inteiro 5.350 migrantes morreram durante a viagem do país de origem para o destino final.
Somente na Europa, as chegadas de migrantes e refugiados passaram de 1 milhão, cinco vezes mais do que os 219 mil registrados em 2014.
A OIM afirma que abril de 2015 foi o mês que registrou mais mortes, quase 1.250, principalmente por causa do naufrágio de um barco que levava 800 migrantes do norte da África para a Europa e afundou perto do litoral da Líbia.
Apenas 28 pessoas sobreviveram e foram levadas para a Itália.

Segundo a organização, 77% das mortes ocorreram na região central do Mediterrâneo, a rota mais usada pelos contrabandistas que operam na costa da Líbia. Em 2014, 97% das mortes aconteceram nessa área.
No ano passado, houve um aumento dos óbitos na região leste do Mediterrâneo que chegaram a 21% em comparação com apenas 1% em 2014.

O Mar Mediterrâneo foi o local que mais registrou mortes de migrantes e refugiados em 2015, seguido pela região sudeste da Ásia e da fronteira entre o México e os Estados Unidos.

Mensagens populares