HOMENAGEM ao Pe. JACQUES HAMEL

Tempo de poesia     por TEÓFILO MINGA
HOMENAGEM ao
Pe. JACQUES HAMEL

Padre Jacques Hamel,
Sacerdote do Senhor,
Experimentaste o fel
De gesto traidor
Que te deixou degolado,
Ali, sem vida, prostrado!
Mais uma vez o mal
Atravessa a nossa vida…
Agora no dia-a-dia tão normal
Foi a tua que foi destruída!
Poder assassino
Quando celebravas o mais belo hino
Que podemos elevar ao Senhor:
O sublime dom da Eucaristia,
A forma grande do divino amor
Que dá sentido ao nosso dia a dia.
Como pode um diabólico pensamento
Deixar-te sem vida, naquele momento?
Agora o medo campeia
Ao longo das nossas estradas,
Que a fúria assassina passeia
Até no interior das igrejas sagradas.
Livrai-nos, Senhor, de tamanho crime
Que nos tira a paz e nos oprime!
Lá do céu, onde subiste
De forma tão inesperada,
Junto ao Senhor insiste
Para que esta violência malvada
Não volte nunca mais! Tamanha dor,
Ferida aberta que destrói o amor!
Teófilo
27 de julho de 2016, no voo TP 835, entre Lisboa e Roma às 12.30

Teófilo Minga, autor da poesia

Mensagens populares deste blogue

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos