PORTUGAL Passos Coelho lamenta que ideias europeístas andem "tão esquecidas"

PORTUGAL
Passos Coelho lamenta que ideias europeístas andem "tão esquecidas"
O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, lamentou hoje, em Coimbra, que as ideias europeístas andem, "às vezes, tão esquecidas" por parte dos "principais responsáveis" políticos.
© Reuters PSD05.05.2017  POR LUSA

PARTILHAR
Pedro Passos Coelho sublinhou que as ideias europeístas são muito "importantes" para os portugueses, "embora, às vezes, andem tão esquecidas" no discurso político dos principais responsáveis.
PUB


O líder social-democrata falava durante o colóquio "60 anos de União Europeia: Balanço e Perspetivas", de homenagem ao antigo presidente da Assembleia da República e fundador do PSD, António Barbosa de Melo.
Durante o seu discurso, Passos Coelho recordou que Barbosa de Melo, apesar de ter "uma visão soberana da participação de Portugal na Europa", era um "europeísta e achava que a consolidação da democracia portuguesa e o destino português se fazia na Europa".
No colóquio, as palavras do presidente do PSD foram quase todas dirigidas a Barbosa de Melo, que faleceu a 07 de setembro de 2016.
"Era um homem que estava ao serviço da comunidade e, nesse sentido, alguém que honra muito ter feito parte do PSD, de ter ajudado a construir o nosso partido, mas de ter também contribuído para que a democracia portuguesa seja aquilo que é hoje", frisou.
Para Passos Coelho, Barbosa de Melo era um homem sábio, humanista e que "não media demasiado as palavras para ser consensual", tendo sido um político "respeitado por todos" e que era "tido sempre como uma referência ética e moral".
"Tinha uma visão humanista e profundamente social-democrata. Era um homem particularmente sensível às questões da justiça, da justiça social, e, por essa via, era um homem que acreditava profundamente nas políticas de igualdade", vincou.
O colóquio, que teve lugar no Hotel D. Luís, em Coimbra, foi organizado, em conjunto, pelo Instituto de Direito Bancário, Bolsa e dos Seguros (BBS) e a Associação de Estudos Europeus de Coimbra (AEEC).
Além de Passos Coelho, participaram também o reitor da Universidade de Coimbra, João Gabriel Silva, o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, e a presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), Gabriela Figueiredo Dias, entre outros.

PARTILHE ESTA NOTÍCIA COM OS SEUS AMIGOS

Mensagens populares deste blogue

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos