PARAGUAI Papa aos jovens: tenham um coração livre

PARAGUAI
Papa aos jovens: tenham um coração livre



O último grande encontro do Papa Francisco na América Latina foi com os jovens do Paraguai neste domingo dia 12 de julho. Ao longo do rio Paraguai estiveram centenas de milhares de jovens.
O Santo Padre ouviu os testemunhos de Liz, uma rapariga, e de um rapaz, o Manuel. Liz assiste a mãe e a avó gravemente doente, Manuel viveu na pobreza e no abandono.
O Papa Francisco falou aos jovens de improviso e, deixou-se inspirar pelas palavras de Orlando, o rapaz que leu o Evangelho e que depois saudou o Santo Padre pedindo-lhe para rezar pela liberdade de todos.
O Papa disse que a liberdade é dom de Deus, mas é preciso sabê-la receber, ter um coração livre de tantos vínculos, como a exploração, a falta de meios de sobrevivência, a dependência de drogas, a tristeza. Tudo isto tira-nos a liberdade, advertiu o Papa que declarou que é preciso saber ter um coração livre:
“É preciso saber ter um coração livre porque todos sabemos que no mundo há tantos vínculos que nos atam o coração e não deixam que o coração seja livre.”
“Ter um coração livre, um coração que possa dizer o que pensa, que possa dizer o que sente e que possa fazer o pensa e o que sente. Isso é um coração livre.”
O Papa Francisco recordou os dois testemunhos de jovens ouvidos no encontro: a Liz, com apenas 25 anos de idade, converteu-se em servidora da mãe e da avó doente, fazendo-o com um grande grau de amor; o Manuel, que foi explorado e maltratado na infância, em vez de querer vingar-se da vida, foi trabalhar não se deixando tomar pelo desespero.
Estes jovens, – prosseguiu o Santo Padre – foram buscar a sua esperança e a sua força a Jesus, andando contra a corrente e agindo com um coração livre.

No final da sua intervenção, sempre efusivamente aplaudida pelos jovens paraguaios, o Papa Francisco propôs uma oração e pediu que cada um dos presentes a meditasse no silêncio do seu coração:

Mensagens populares