PORTUGAL INCÊNDIOS: Cáritas Portuguesa encerra conta solidária com «mais de 1 milhão de euros»

PORTUGAL
INCÊNDIOS: Cáritas Portuguesa encerra conta solidária com «mais de 1 milhão de euros»
 
Cáritas Portuguesa
Instituição católica realça que começa a reconstrução e «outros apoios imprescindíveis»


Lisboa, 22 jul 2017 (Ecclesia) – A Cáritas Portuguesa encerrou com mais de um milhão de euros de donativos a campanha solidária ‘Cáritas com Portugal, abraça vítimas dos incêndios’, que vão ser redirecionados para as vítimas dos incêndios que começaram em Pedrógão Grande.




A campanha solidária para angariação de donativos para as vítimas dos incêndios angariou mais de um milhão de euros - 1.262.104,18 euros - e foi encerrada dia 16 de julho.
“O dinheiro destina-se a colaborar nas respostas às necessidades emergentes das vítimas desta catástrofe e ajudar na reconstrução de habitações, assim como outros apoios que sejam imprescindíveis para a recuperação dos meios de subsistência sustentados”, informa a Cáritas Portuguesa.
O incêndio que deflagrou em Pedrógrão Grande, Diocese de Coimbra, a 17 de julho, chegou aos Concelhos de Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos, Sertã, Pampilhosa da Serra e Penela.
Esta segunda-feira, um mês depois do início dos fogos, o Instituto da Segurança Social e a Cáritas Diocesana de Coimbra assinaram um protocolo onde ficou “consignado os compromissos das partes”.
“Da parte da Cáritas tudo será célere com a cooperação de todas as partes, tendo apenas como motivação a satisfação dos legítimos anseios das pessoas afetadas”, assegura a Cáritas Portuguesa.
A instituição católica assinala que a sua ação no terreno foi operacionalizada pela Cáritas Diocesana de Coimbra e começou no início da catástrofe, “quando ainda havia fogos por extinguir”, deslocando para o local um conjunto de técnicos e voluntários.
Neste contexto, ao longo do último mês, os técnicos da Cáritas de Coimbra concretizaram 100 visitas às famílias dos Concelhos de Pedrógão Grande, Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos, e responderam “às necessidades básicas e urgentes e procederam ao registo pormenorizado das famílias e pessoas afetadas pelos incêndios” e as suas perdas – “humanas, bens e animais”.
“Em alguns casos, as necessidades ao nível do recheio e recuperação das habitações foram resolvidas, resultado da generosidade de particulares, associações e empresas que foram entregando bens para as residências”, desenvolve.
No seu sítio online, a Cáritas Portuguesa adianta que chegaram “a mais de 200 famílias” nas últimas quatro semanas através da Cáritas de Coimbra, em articulação com outras entidades, paróquias e 100 voluntários.
Este domingo, o programa «70x7» , a partir das 13h30 na RTP2, é dedicado aos resultados da campanha solidária da Cáritas Portuguesa em 2016, também na sequência dos incêndios que afetou a população portuguesa, e do colóquio‘Cuidar da casa comum – prevenir e evitar os incêndios - Todos, com todos, para todos’ realizado com sociedade civil para debater prevenção, a 14 de julho. CB|Ecclesia
CB

Mensagens populares deste blogue

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos