PORTUGAL Petição contra falta de camas para idosos segue para a Assembleia

PORTUGAL
Petição contra falta de camas para idosos segue para a Assembleia
Um grupo de cidadãos entrega na segunda-feira no parlamento uma petição "para acabar com o fim desumano" dos idosos da Póvoa de Varzim e Vila do Conde pela "falta de camas", documento que reúne cerca de 4.500 assinaturas.

Em causa está a "falta de camas para a prestação de cuidados continuados [que] obriga poveiros e vilacondenses a serem colocados a centenas de quilómetros das suas famílias", indica um comunicado hoje divulgado.
A petição visa "acabar com a forma desumana e insensível com que são votados os concidadãos e familiares poveiros e vilacondenses em fins de vida", através do recurso aos Hospitais Senhor do Bonfim em Vila do Conde, que "podem disponibilizar os cuidados de saúde de última geração, desde que para tal haja vontade política".
Segundo o documento "a falta de camas para a prestação de cuidados continuados está a revoltar cidadãos da Póvoa de Varzim e Vila do Conde", uma vez que os idosos "estão a ser enviados para muito longe, por vezes mais de 200 quilómetros -- com inegáveis custos para os frágeis orçamentos familiares, para além do enorme distanciamento num período tão sensível da vida".
É defendido, porém, que "em Touguinhó, Vila do Conde, existe uma unidade privada, os Hospitais Senhor do Bonfim, com espaços livres e que aguardam apenas acordos com o SNS, conforme havia sido prometido pelo anterior Governo".
No comunicado é citado um estudo da Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte de novembro de 2014 e segundo o qual as unidades do atual Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim/Vila do Conde "apresentam uma estrutura parcialmente antiquada, funcionalmente desequilibrada e desarticulada, não dispondo de bases infraestruturais apropriadas para prestarem modernos cuidados especializados de saúde e assegurar um atendimento e acolhimento de acordo com os padrões definidos para o Sistema Nacional de Saúde".
"Como se não bastasse, uma recente proposta da ARS Norte, de 24 de novembro de 2014, reconhecia que poupar-se-iam 2,2 milhões de euros ao SNS se se firmassem protocolos com os Hospitais Senhor do Bonfim para alguns dos cuidados assistenciais tão necessários para as populações da Póvoa de Varzim e Vila do Conde, servindo mais de 100 mil habitantes", acrescenta.
Assim, um grupo de cidadãos criou uma petição, que reuniu cerca de 4.500 assinaturas e a ser entregue na segunda-feira pelas 11:00 na AR, onde se lê que "os peticionantes não ignoram que os Hospitais Senhor do Bonfim são propriedade privada, como não ignoram que a sua construção se deve a um empresário poveiro, de 80 anos de idade, que dedicou grande parte da sua vida à prestação de cuidados médicos e hospitalares e reconhecido como pioneiro da saúde privada em Portugal".

"Os peticionantes não compreendem que, havendo na região os Hospitais Senhor do Bonfim, dotados de alvarás e tidos como os melhores do país em instalações, equipamentos de radiodiagnóstico e análises, continuem a ser deslocados para fora da sua área de residência (...) com enormes custos para o SNS", acrescenta a petição onde é reclamada a celebração das referidas convenções integradas de acordo.

Mensagens populares deste blogue

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos