LOGOS O Logos da filosofia grega e o Logos (ou Verbo) do Novo Testamento.


LOGOS
Assim, na Grécia explodiu em filosofias e artes, no Oriente chinês e japonês em elevadas religiões, e no povo judeu  na maior explosão de religião e de fé.
E não só, mas a intuição e investigação científica está adequando com as intuições do mundo religioso quando afirmam que o ser humano é um reflexo das estrelas. Tanto que antigamente se dizia que somos pó da terra, agora se diz que somos poeira estelar.
Para início de conversa, vamos começar com Platão, um dos principais pensadores da história da filosofia, do séc. IV a.C, que absorveu a sabedoria dos egípcios, dos chineses, dos indús e dos judeus porque viajou por todos esses lugares. 
Veja coisas como esta que iremos comparar com a fé de hoje e com a ciência de hoje: “Também o pequeno fragmento que representas, ó pequeno homem, tem sempre relação íntima com o cosmo e para ele se orienta, mesmo que pareça não te aperceberes, porque toda a existência surge para o Todo e para a feliz condição de harmonia total. Não é para ti de fato que essa vida se desenvolve, mas tu és gerado para a vida cósmica” (Platão. Leis, livro X, 903 c).
Comparemos com a teologia hebraicada mesma época: “Só Tu és Iahweh, o Senhor; criaste os céus e o universo, com todos os seus elementos, a terra e quanto nela existe, os mares e tudo quanto neles há, e tu concedes o dom da vida a todos os seres, e os exércitos dos céus te adoram continuamente” (Nm.9,6). E em Romanos lemos: “Porque dele, por ele e para ele são todas as coisas” (Rom,11,36)
E comparemos com os modernos de hoje em dia: “Tudo o que vive não vive só, nem para si mesmo”.(William Blake). Ou ainda: “Isto sabemos, que todas as coisas estão ligadas como o sangue que une uma família. Tudo o que acontece com a Terra acontece com os filhos e filhas da Terra. O homem ao tece a teia da vida, mas ele é apenas um fio, nela é apenas um fio. Tudo o que faz à Teia, ele faz a si mesmo” (Fritjof Capra, Esquisse d’une theorie des evolutions).
Um outro filósofo contemporâneo de Platão diz:  “O Logos, ou seja a lei universal que rege todas os acontecimentos particulares de todas as coisas, sempre existiu. Os homens que não ouvem o Logos vivem como se estivessem dormindo, não sendo capazes de perceber a verdadeira realidade. Se a felicidade estivesse nos prazeres do corpo, diríamos felizes os bois quando encontram ervilha para comer, e que os asnos prefeririam palha a ouro” (Heráclito).

Heráclito dizia que o Logos é a razão invisível que ordena todas as coisas. Comparemos com o evangelho de São João: ”No principio era o Logos, e o Logos (ou o Verbo) estava com Deus, e o Logos era Deus. Tudo foi feito por meio dele e sem ele nada foi feito. O que foi feito nele era a vida, e a vida era a luz dos homens.” (Jo.1,1-4).
Não é só, mas outro filósofo grego, Xenófanes, da mesma época foi o primeiro a identificar a unidade do ser que tudo abarca com Deus, um Deus único e uno: Esse Deus é necessário e não pode ter sido criado por nada, sendo incriado desde sempre; como Deus é o ser absoluto não pode ter sido criado por outro ser, e muito menos por um não-ser. Além disso, Deus não tem atributos humanos; os homens atribuem a Deus características suas. Do mesmo modo que outro animal atribuiria a Deus características próprias de sua espécie.”(Xenófanes)
Confira com a teologia hebraica expressa nos Dez Mandamentos: “Eu sou o Senhor teu Deus. Não terás outros deuses diante de mim. Não farás para ti imagem esculpida da nada do que existe lá em cima  nos céus ou embaixo na terra. Não te prostrarás diante  desses deuses e não os servirás, porque eu, teu Deus, sou um deus ciumento”.(Ex. 20. 1,15).
Portanto Xenófanes, de uma maneira, e os hebreus de outra maneira, defenderam uma concepção filosófica e teológica de Deus: o ser necessário uno e absoluto, sem começo nem fim no tempo e no espaço, no qual todas as coisas particulares têm seu ser.

É bonito citar a poesia dos dois lados, da arte filosófica grega, e da arte filosófica hebraica: “O homem, como uma criança, ouve o divino tal a criança ao homem” (Heráclito). “Diz a sabedoria: eu estava junto com Ele, eu era seu encanto todos os dias, e todo tempo brincava em sua presença. Brincava na superfície da Terra e me alegrava com os homens.” (Bíblia, Prov.8,30-31). “Blogue.Chapadinha”   Casimiro João

Mensagens populares deste blogue

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos