PAQUISTÃO Ataque suicida contra cristãos

PAQUISTÃO Ataque suicida contra cristãos
LAHORE. Mulheres e crianças são maioria entre os mortos.

Este ano de 2016, quando celebravam a Páscoa num parque, os cristãos foram surpreendidos por um ataque suicida dos talibãs que fizeram mais de 70 mortos e mais de 300 feridos. Atingiu sobretudo mulheres e cerca de 30 crianças que passavam a tarde de domingo de Páscoa no Parque infantil,  na cidade de Lahore, província do Punjab.
O grupo talibã Jamaat ul Ahrar reivindicou o atentado. O objectivo era atingir os cristãos na festa da Páscoa. Atentado levado a efeito por: um homem de 28 anos que se fez explodir. A maior parte das vítimas são crianças e mulheres, explicou um responsável administrativo da cidade, Mohammad Usman, acrescentando que o balanço poderá agravar-se.
Um pouco antes do ataque N. Sharif, primeiro ministro, tinha publicado no facebook, uma mensagem de felicitações aos cristãos do país, por ocasião da Páscoa: «A Páscoa aumenta o espírito de respeito mútuo entre nós e é uma boa lembrança dos ensinamentos de Jesus Cristo, um dos grandes profetas de Deus. Sublinha a importância da ‘diversidade de credos’ no país e no mundo. E diz estar confiante de que com esforços combinados conseguirão derrotar as forças que estão provocando sérios danos na sociedade paquistanesa».
Foram decretados 3 dias de luto com a bandeira a meia-haste nos edifícios governamentais do país.
O Papa condenou o atentado terrorista  e disse: “Desejo manifestar a minha proximidade aos atingidos por este ‘crime vil e insensato’  e convido a rezar ao Senhor pelas numerosas vítimas e pelos seus familiares”, disse Francisco aos peregrinos presentes na Praça de São Pedro.

E fez um apelo às autoridades: «Repito uma vez mais que a violência e o ódio homicida só provocam a dor e a destruição. O respeito e a fraternidade são a única via para alcançar a paz», acrescentou Francisco.  VM junho 2016 

Mensagens populares deste blogue

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos