ANGOLA Seca agrava a desnutrição infantil

ANGOLA
Seca agrava a desnutrição infantil



Angola continua a ser um dos países do mundo com os índices mais graves de desnutrição infantil. Ainda hoje, morrem no país 161 crianças em cada mil, devido à má alimentação. Em 2015, a desnutrição foi a causa de 19% das hospitalizações de crianças no hospital de Chiulo
Quem o afirma é a ONG, Médicos com a África (CUAMM) que, com a Unicef, trabalha na província do Cunene, no combate à desnutrição aguda e moderada.
Segundo estas organizações, as causas deste problema são a grave seca que atingiu no último ano o sul de Angola, as mudanças climáticas, a precariedade das condições higiénicas e das estruturas médicas, que não estão preparadas para enfrentar os casos mais graves de desnutrição.
A CUAMM e a Unicef estão e desenvolver um projecto que envolve os hospitais de Chiulo, Xangongo e Cahama, para assegurar que as crianças desnutridas recebam assistência médica adequada e todos os cuidados necessários.
HA|Fides in VMjulho/agosto 2016

Mensagens populares deste blogue

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto