VENEZUELA Igreja católica condena ataque a seminaristas

VENEZUELA
Igreja católica condena ataque a seminaristas
A Igreja Católica venezuelana condenou hoje as agressões físicas e morais cometidas contra seminaristas, que foram espancados e obrigados a caminhar sem roupa, em Mérida, a 670 quilómetros a sudoeste de Caracas.
POR LUSA

"A equipa de sacerdotes formadores do Seminário (de Mérida), quer tornar pública a condenação a estas situações frequentes na sociedade venezuelana", refere em comunicado.

Segundo a arquidiocese de Mérida o "ataque" a cinco seminaristas ocorreu na passada sexta-feira, quando os jovens "foram agredidos, espancados e despidos, por um grupo".
No comunicado, os religiosos convocam a população para uma Eucaristia pela paz na Venezuela, a ter lugar na segunda-feira, na capela do Seminário, "uma das mais antigas instituições" da cidade de Mérida, onde são "formados sacerdotes, mas também jovens que depois desempenham outros ofícios a bem da colectividade".
Para a Igreja Católica as agressões "reflectem uma sociedade carente de valores e portanto em descomposição", pelo que se afigura necessário um apelo "ao encontro constante na solidariedade do diálogo e a paz social".
O Ministério Público venezuelano informou ter iniciado as investigações, confirmando que os seminaristas foram agredidos por várias pessoas que circulavam em motociclos

Mensagens populares deste blogue

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto