IRAQUERetornaremos ao conforto e à segurança dos nossos lares no Ocidente, deixando aqui uma parte de nosso coração e milhares de histórias e lições de sofrimento, sacrifício, heroísmo, dor e esperança. Histórias de pessoas como você e eu, as quais, em alguns casos, perderam tudo.Deixamos atrás de nós......250 famílias cristãs assentadas em Kirkuk com

IRAQUE
Retornaremos ao conforto e à segurança dos nossos lares no Ocidente, deixando aqui uma parte de nosso coração e milhares de histórias e lições de sofrimento, sacrifício, heroísmo, dor e esperança. Histórias de pessoas como você e eu, as quais, em alguns casos, perderam tudo.
Deixamos atrás de nós...
...250 famílias cristãs assentadas em Kirkuk com o Bispo Mirkis, a nova escola que estão a construir, a nova igreja, a moradia estudantil em Kirkuk, que agora abriga mais de 700 estudantes, a igreja destruída e vandalizada em Bashiqa, onde alguns de nós choramos ao ver a destruição, o ódio do DAESH (Estado Islâmico) contra os cristãos, a inspiradora procissão do Domingo de Ramos no campo de refugiados Ashti2 em Ankawa/Erbil, onde 5.000 cristãos desalojados estão a viver em conteiners desde o verão de 2014, o muro do pátio de uma escola em Intel Esqof, do qual apagamos mensagens deixadas pelo DAESH...

Estes são alguns dos nossos projetos/objetivos nesta viagem:
Ter uma experiência direta da difícil situação que os cristãos e outras minorias enfrentam numa região devastada pela guerra, onde as pessoas são perseguidas por serem cristãs.
Registrar testemunhos de refugiados (cristãos e outras minorias) para conscientizar nossa comunidade e obter maior influência na esfera internacional a fim de proteger os cristãos perseguidos. 
Divulgar, por todos os meios disponíveis, uma realidade frequentemente ignorada pela mídia ocidental.
Colaborar com projetos específicos:
Projeto de moradias estudantis, Arcebispo de Kirkuk, Monsenhor Mirkis.
Projeto de escola infantil no Camp Nisthiman, sob a supervisão de Etuti, uma ONG fundada por jovens cristãos.
Fábrica de corte de pedras, que tem como objetivo gerar trabalho para pessoas das quatro vilas próximas ao Monastério Mar Mattai.
Muitas construções e suprimentos para facilitar o realojamento dos habitantes de Tel Esqof, Baqofa e Batnaya, na diocese de Alqosh, Bispo Maqdassi e Arcebispo Warda.
Água para Ain Bakra, uma pequena vila de família cristãs pobres, localizada perto da área conquistada pelo Estado Islâmico.
E muito mais, incluindo apoio aos yazidis (assim espero, com a sua ajuda).

CitizenGO

Mensagens populares deste blogue

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto