FIJI Ciclone nas Fiji faz pelo menos 29 mortos e mais de 13 mil deslocados

FIJI
Ciclone nas Fiji faz pelo menos 29 mortos e mais de 13 mil deslocados

Pelo menos 29 pessoas morreram nas Fiji e mais de 13 mil encontram-se em centros de abrigo após a passagem do ciclone Winston, informaram hoje meios de comunicação social locais.
Lusa  M
"O número [de vítimas mortais] deverá subir, mas acreditamos
que o aumento será pequeno", disse a porta-voz do Governo
das Fiji Ewan Perrin, em declarações à Radio New Zeland.

O envio de assistência médica e de alimentos de primeira necessidade intensificou-se numa altura em que também se duplicam esforços com vista ao reabastecimento de energia elétrica, água e comunicações.
O ciclone Winston passou pelas Fiji, este fim de semana, com ventos de 230 quilómetros por hora e rajadas de 325, acompanhado de intensas chuvas.
As Fiji têm uma população estimada em 810 mil habitantes, dos quais 87% reside nas ilhas de Viti Levu (oeste) e Vanua Levu (norte).
Segundo o jornal The Fiyi Times, que cita fontes oficiais, os centros de abrigo montados para albergar os deslocados na região ocidental atingiram o ponto de saturação.
Só em acampamentos improvisados encontram-se mais de 13.350 pessoas, às quais se somam outros milhares nas zonas norte, central e sul.
"Estamos a tentar enviar as pessoas no terreno para as áreas mais afetadas para que deem pormenores sobre os danos. Mas é uma tarefa diária. Em alguns lugares, as pessoas permanecerão deslocados durante meses porque perderam tudo", disse Ewan Perrin.
Fotografias aéreas capturadas a bordo de aviões militares da Nova Zelândia, que oferece apoio ao Governo das Fiji, mostram povoações inteiras arrasadas pelo ciclone, o primeiro de categoria cinco (a máxima) a golpear o arquipélago.
O ciclone Winston dirige-se agora a Vanuatu, outro país no Pacífico

Mensagens populares deste blogue

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja