SIRIA Jiiadista denuncia e executa em público a própria mãe

SIRIA
Jiiadista denuncia e executa em público a própria mãe
Homem de 20 anos de idade denunciou a mãe
após esta lhe ter pedido para fugirem
 os dois de Raqqa, na Síria.

Noticia esta sexta-feira o Telegrph que Ali Saqr al Qasem (na imagem, de 20 anos de idade matou a sua própria mãe, Leena, com um tiro na cabeça em frente a uma grande multidão porque a mulher de 45 anos lhe havia dito que queria fugir e que queria que o filho a acompanhasse.
O militante do Daesh denunciou a mão ao grupo extremista e acabou por ser ele próprio a aplicar-lhe a pena de morte, que terá ocorrido esta quarta-feira.
“Foi executada sob a acusação de incitar o filho a deixar o (autoproclamado) Estado Islâmico, fugir de Raqqa e de dizer que a Coligação vai matar todos os membros da organização”, indicou o Observatório sírio para os Direitos Humanos. Organização britânica que monotoriza o conflito na Síria..
O grupo activista ‘Raqqa is bein Slaughtered Silently´ (RBSS) deu conta do mesmo caso  através do Twitter.

Avança-se ainda que centenas de pessoas se aglomeraram para testemunhar o assassinato, como é costume nesta situações.

Mensagens populares deste blogue

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos