PSD A receção "calorosa" de Bragança a Passos: "Cuidado com a carteira!"

PSD
A receção "calorosa" de Bragança a Passos: "Cuidado com a carteira!"
A enchente de gente na feira do Fumeiro de Vinhais, em Bragança, levou hoje o social-democrata Pedro Passos Coelho a recordar as "receções calorosas" deste evento e a sublinhar que nunca foi maltratado em lado nenhum.

Lusa VISITA18:25 - 06/02/16POR LUSA
O presidente do PSD passou o dia no distrito de Bragança, que terminou com uma visita à capital do fumeiro numa feira com 36 anos, onde, até domingo, são esperados 50 mil visitantes e há 40 toneladas de enchidos certificados para vender.
PUB
Passos Coelho não conseguiu dar a volta à feira entre o mar de gente e aqueles que o pararam para o cumprimentar numa receção tão calorosa como, segundo disse, a que teve há dois anos, quando visitou o certame na qualidade de primeiro-ministro.
"Agora, felizmente, os tempos são outros, são diferentes, o país há dois anos estava a dar os primeiros passos para sair de uma crise que foi difícil. Felizmente os últimos dois anos foram diferentes e as pessoas perceberam que finalmente tínhamos conseguido aquilo que nos proponhamos e, à medida que esses resultados foram aparecendo, claro que as pessoas também reconheceram mais esse trabalho", considerou.
Passos Coelho ouviu produtoras de fumeiro como Armelinda Martins, "zangada" porque votou PSD e está a governar o PS.
"Ele não foi o que saiu?", questionava-se Idalina Morais que acha que "até é bom rapaz".
Ouviu-se também alguém gritar "cuidado com a carteira", mas Passos Coelho fez questão de sublinhar que "nunca, em todos os anos, mesmo nos de maiores dificuldades", em que foi primeiro-ministro, nunca ninguém o tratou mal em lado nenhum.
"Umas pessoas podiam estar mais aborrecidas, outras discordar mais de mim, às vezes no calor das manifestações dizerem coisas um bocadinho mais duras, mas nunca, em lado nenhum, nem quando ia ao supermercado sozinho, nem quando ia tratar da minha vida, tive ninguém que não fosse correto comigo", assegurou.
A visita de políticos é uma tradição nesta feira do concelho transmontano que é o único no país com todas as peças de fumeiro certificadas e com proteção comunitária.
O concelho fez dos enchidos uma fileira que vai da criação do porco bísara, a raça autóctone, também ela protegida, a pocilgas certificadas, cozinhas regionais, unidades industriais e produtores tradicionais.

A feira prolonga-se até domingo e é anualmente uma montra do setor, com a presença de 70 produtores de fumeiro regional certificado, entre os cerca de 500 expositores.

Mensagens populares deste blogue

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos