VATICANO A Igreja missionária Hanseníase: 611 hanseníase no mundo

VATICANO
 A Igreja missionária Hanseníase: 611 hanseníase no mundo














A Igreja missionária tem uma longa tradição de assistência para aqueles que sofrem de lepra, muitas vezes abandonado até mesmo por suas próprias famílias, e sempre assistida-los, além de assistência médica e atendimento espiritual, para não mencionar as chances de recuperação e re-integração na sociedade. Em muitos países ainda é grave discriminação contra esses pacientes, pois muitos acreditam que não pode ser curada e terrível mutilação que ela causa. 

De acordo com o mais recente "Anuário Estatístico da Igreja", a Igreja Católica administra 611 centros de hanseníase no mundo . Esta é a distribuição por continentes: África 201, na América 59 (total), 328 na Ásia, Europa e Oceania 22 1. 
Os países com o maior número de hanseníase estão na África: República Democrática do Congo ( 30), Madagascar (25), África do Sul (23); América do Norte: Estados Unidos (2); América Central: México (11); Central-América Antilhas Haiti (3); América do Sul: Brasil (21), Peru (4), Equador (4);Ásia: Índia (253), Indonésia (25), Vietnã (14); Oceania: Papua Nova Guiné (1); na Europa. Alemanha (16), Espanha (3), Itália (1) 
O último domingo de janeiro, que este ano cai no dia 31, o Dia Mundial da Lepra, criada em 1954 pelo escritor famoso e jornalista francês Raoul Follereau definiu "o apóstolo dos leprosos", que lutaram contra todas as formas de exclusão e injustiça. Esta 63ª edição tem o lema: "Viver é ajudar você a viver". De acordo com dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), a cada ano mais de 213.000 pessoas, muitas delas crianças, obter esta doença. A hanseníase é uma doença curável, a causa principal ainda é a pobreza ea falta de saneamento. Não se sabe o número exato de pacientes de hanseníase no mundo, principalmente porque alguns estados não quero que você saiba da presença da doença no seu território. No entanto, é um número importante de países da África, Ásia e problema de saúde na América Latina. (SL) (Agência Fides 30/1/2016)




















n
A Igreja missionária tem uma longa tradição de assistência para aqueles que sofrem de lepra, muitas vezes abandonado até mesmo por suas próprias famílias, e sempre assistida-los, além de assistência médica e atendimento espiritual, para não mencionar as chances de recuperação e re-integração na sociedade. Em muitos países ainda é grave discriminação contra esses pacientes, pois muitos acreditam que não pode ser curada e terrível mutilação que ela causa. 
De acordo com o mais recente "Anuário Estatístico da Igreja", a Igreja Católica administra 611 centros de hanseníase no mundo . Esta é a distribuição por continentes: África 201, na América 59 (total), 328 na Ásia, Europa e Oceania 22 1. 
Os países com o maior número de hanseníase estão na África: República Democrática do Congo ( 30), Madagascar (25), África do Sul (23); América do Norte: Estados Unidos (2); América Central: México (11); Central-América Antilhas Haiti (3); América do Sul: Brasil (21), Peru (4), Equador (4);Ásia: Índia (253), Indonésia (25), Vietnã (14); Oceania: Papua Nova Guiné (1); na Europa. Alemanha (16), Espanha (3), Itália (1) 
O último domingo de janeiro, que este ano cai no dia 31, o Dia Mundial da Lepra, criada em 1954 pelo escritor famoso e jornalista francês Raoul Follereau definiu "o apóstolo dos leprosos", que lutaram contra todas as formas de exclusão e injustiça. Esta 63ª edição tem o lema: "Viver é ajudar você a viver". De acordo com dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), a cada ano mais de 213.000 pessoas, muitas delas crianças, obter esta doença. A hanseníase é uma doença curável, a causa principal ainda é a pobreza ea falta de saneamento. Não se sabe o número exato de pacientes de hanseníase no mundo, principalmente porque alguns estados não quero que você saiba da presença da doença no seu território. No entanto, é um número importante de países da África, Ásia e problema de saúde na América Latina. (SL) (Agência Fides 30/1/2016)

Mensagens populares deste blogue

SÍRIA Coligação internacional bombardeia barco e mata mulher e filhos

EGIPTO Nova explosão no Egito às portas de outra igreja

FÁTIMA Centenário das Aparições – Papa Francisco presidirá à canonização de Francisco e Jacinta Marto